Avenida Olegário Maciel, 414 / 303 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
21 2493-8206 -- 21 98555-3344

A CONSULTA

consulta
Ser ou Ser…
Tempo, tempo, tempo…
Quem sois vós?
Quem sou eu?
                Doutor!

foto2

 

A consulta médica é o primeiro passo para a realização de uma cirurgia. A indicação e realização destes procedimentos são prerrogativas do cirurgião plástico com formação profissional comprovada.

Durante a entrevista médica o paciente deve expor suas dúvidas, desejos, insatisfações, medos, anseios e expectativas, que serão avaliadas, discutidas e respondidas pelo médico. Ele é quem fará o diagnóstico do caso, explicará sobre a indicação cirúrgica e fornecerá as informações necessárias sobre o procedimento. É o momento de tirar suas dúvidas e de questionar; portanto, aproveite.

Procure ter segurança na busca do seu cirurgião e autoconfiança na escolha da cirurgia que você deseja realizar. Converse com amigos e familiares. Informe-se com outras pessoas que já fizerem aquela cirurgia.

Saiba que as opiniões são divergentes e então equilibre os excessos de cada opinião.

Não exija mais do que o seu corpo pode dar, nem o que a cirurgia não pode oferecer.

BELEZA
beleza

É uma questão pessoal e subjetiva; a cirurgia plástica não enfeia nem embeleza as pessoas; através dos seus procedimentos cirúrgicos e sob o ponto de vista técnico ela proporciona em um paciente a realização de anseios particulares de desejos possíveis.

NÃO É BEM ASSIM
naoe

Não há possibilidade para a cirurgia oferecer a aparência de décadas passadas; tampouco se pode refazer a fisionomia para que se pareça com fotografias de tempo atrás, pois o tempo passou e mudou as estruturas, inclusive a óssea, e continua passando.


TEMPO
tempo

A cirurgia plástica aparentemente freia os efeitos do tempo sobre nós; fala-se até em “rejuvenescimento”, mas na realidade não regride nossa idade cronológica e não paralisa o tempo.

Devemos levar em consideração os acontecimentos naturais, fisiológicos, clínicos e outros que afetam nosso corpo com a passar do tempo, como por exemplo: a ação cumulativa do sol sobre nossa pele, emagrecimentos ou ganhos de peso, doenças, etc.

Ainda com relação ao tempo, determinadas cirurgias não podem ser realizadas antes que ocorra a maturação do corpo: intervenções na mama e nariz só depois dos 18 anos e orelha em abano a partir dos 5 anos de idade, por exemplo, para não comprometer o desenvolvimento destas estruturas.

Por outro lado os extremos de idade também podem ser limitantes para alguns tipos de cirurgia: não é aconselhável fazer rinoplastia com fratura em pacientes idosos, pois a estrutura óssea torna-se mais frágil e com dificuldade de calcificação.

MODIFICAÇÃO
consulta4

A modificação que acontece também se baseia nas estruturas corporais existentes, segundo sua anatomia natural, idade, tipo de pele, etnia, hereditariedade, forma apresentada, etc. Tudo o que se modela, seja por aumento ou diminuição como nas mastoplastia, baseia-se naquilo que o corpo oferece como sua relação, aparência e consistência. Faz-se o que é possível fazer.

FOTOGRAFIAS
consulta5

Somente tem valor as fotografias de pré-operatório e de pós-operatório. Nada de fotografias de outras pessoas ou do corpo de celebridades, que não servem como parâmetro para a realização de sua cirurgia. O ser humano é único e particular. Não se faz cirurgia com moldes pré-determinados, nem à imagem do corpo de outros.

Não se iluda com fotografias dos tempos idos; eles realmente não voltam. Do mesmo modo, fique alerta para as fotografias dos dias de hoje; pois, muita coisa é falsa e fabricada à custa do photoshop.

 ASSIMETRIAS
consulta6

Atente para sua assimetria natural; todos nós temos assimetrias no corpo e elas serão reveladas durante a consulta; pois, podem influenciar no resultado. Sendo assim, compreenda que não se pode exigir perfeição quando não se tem, além do mais a exigência desta perfeição pode nos colocar a um passo do abismo.

MOTIVAÇÃO

consulta7

É natural a pessoa querer se melhorar através da cirurgia plástica. Há aqueles que se queixam de ter o nariz grande, mama grande ou pequena, perdas dos contornos corporais, etc. A motivação tem que ser pessoal e saudável para a autoestima, com a ciência de suas limitações.  A cirurgia não devolve casamentos acabados nem devolve empregos perdidos, por exemplo.

EXATIDÃO
consuilta7
A exatidão em cirurgia é relativamente proporcional ao corpo do paciente, segundo o seu desejo e obedecendo à técnica cirúrgica para o seu propósito.


DESEJO

conslta8
É uma atitude, uma motivação, uma melhoria na autoestima e uma responsabilidade assumida dos riscos em um ato operatório.


EXPECTATIVAS

consulta8

Consideração sempre o que foi proposto segundo as informações colhidas e explicadas na consulta em sua anamnese. Tem que levar em consideração o equilíbrio do “além ou aquém da expectativa”.

VALIDADE
consulta10

A validade da cirurgia é relativa e individual por depender justamente da ordem natural do universo e de fatos como: o envelhecimento pessoal, fatores familiares, genéticos, constitucionais, hereditários, sociais, ambientais, alimentares, gravidez, aleitamento, traumas acontecidos, ganhos e perdas de peso, laxitude da pele, intercorrências, etc.

consulta11

Após a avaliação pessoal e explicação de todos os questionamentos, o profissional médico informará sobre as possibilidades e limitações cirúrgicas, explicando os procedimentos cirúrgicos cabíveis ao caso em questão.