Portal da Cirurgia Plástica - BG Cirurgua Plástica
Avenida Olegário Maciel, 414 / 303 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
21 2493-8206 -- 21 98555-3344

Cedenir e Fabiano

<< Voltar aos depoimentos

Cedenir

” É inimaginável para quem não tem orelha em abano o que se sofre por nascer com esse problema. Temos que aceitar as constantes gozações e ficar quietos, engolir raiva, senão se vive brigando. Desde criança eu odiava ser chamado “orelha de rato”. Graças a Deus agora me livrei disto.

Está resolvido. Eu sempre tive vontade de fazer a cirurgia e foi através da indicação de um colega de trabalho, que fez a correção cirúrgica da orelha dele, que tomei coragem.

A cirurgia foi tranqüila, não senti nada e fui para casa no mesmo dia. Retornei aos médicos que me operaram e, após a retirada do curativo, quando me olhei no espelho, já me senti satisfeito. Agora posso levar a minha vida normal, já estou me sentindo melhor. Ainda nem retirei os pontos e estou usando uma faixa na cabeça. As minhas orelhas agora estão bem posicionadas e isso está me fazendo muito feliz.”

Fabiano

“Sou catarinenese e conheci o Cedenir no trabalho. E neste serviço tem mais dois amigos que também tinham orelhas em abano.

O primeiro a fazer a correção foi o maitre. Este encorajou a recepcionista e com o resultado destes dois resolvemos operar juntos com a mesma equipe.

Tenho mais dois irmãos e o único que nasceu com orelhas em abano fui eu.
Nem precisa dizer que meus dois irmãos gostavam de fazer chacota comigo. Na paz ou na briga as minhas orelhas sempre eram alvos de apelidos. O que eu achava pior era o de “orelha de parabólica”.

A chateação na escola pelos meus colegas também era um tormento que eu tinha que agüentar calado, mas eu não podia deixar de ir à escola.

Achei a cirurgia “show”; tive apenas que fazer uns exames para os doutores verificarem se tudo estava bem comigo e a operação foi feita com anestesia local. Não sentir nada e estou 100% satisfeito.”