Portal da Cirurgia Plástica - BG Cirurgua Plástica
Avenida Olegário Maciel, 414 / 303 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
21 2493-8206 -- 21 98555-3344

Face! Certas partes. A Observar.

bl2

Alguns temas sobre o aspecto cirúrgico dos procedimentos ou outro enfoque da especialidade que necessitam de um pouquinho mais de informação.

Preparamos os textos para você ler e compreender melhor as propostas cirúrgicas.

Para quem gosta do assunto ou está interessado é uma Boa Leitura.

BOA LEITURA!

bl1-1

A “leitura” é um momento único onde janelas se abrem para o “conhecimento”. É prazeroso descobrir o que é, por que, como… Ler é sentir, é saber.


Face! Certas partes. A Observar

bl5-1

Existem regiões e estruturas peculiares na composição da face, as quais devem ser consideradas na avaliação para uma cirurgia plástica estética para que se alcance o objetivo harmonioso do rejuvenescimento. Deve-se entender a aparência individual congênita, aquela que o indivíduo trás herdado do pai e da mãe, a herança genética. De maneira geral, esta compreensão serve para todos; sua individualidade como pessoa, cuja aparência não pode ser copiada para outra nem criada por mais ninguém. Boa leitura.

bl5-2

Testa: é a região que se encontra entre os olhos e a linha de implantação dos cabelos. Anatomicamente falando é constituída pelo osso frontal, músculos, subcutâneo e pele. Apresenta formas e tamanhos diferentes, segundo o aspecto constitucional particular de cada ser humano. Na harmonia facial a testa deve tomar o equivalente ao seu 1/3 superior; consequentemente, de acordo com o seu tamanho poderá ser proporcional em relação aos outros 2/3 ou não. Isto quer dizer que pode ser longa (alta) ou curta, dependendo desta relação. A indicação clássica de lifting frontal é a associação da testa curta com rugas de expressão frontais e glabelares (entre as sobrancelhas) e a queda das sobrancelhas. Existem variantes técnicas para tratar a testa de pessoas que as apresentam limítrofes em tamanho, casos estes onde as trações precisam ser feitas de maneira seletiva, no sentido mais lateral que superiormente. Desta forma evita-se o seu aumento e a desarmonia com o rosto.

bl5-3

O tratamento da musculatura da testa, músculos frontal, prócerus e corrugador na glabela, objetivam a redução das rugas de expressão e se faz através de incisões de relaxamento muscular internamente. A tração superiormente da testa deve ser bem calculada para elevar as sobrancelhas sem causar um aspecto de espanto, que é artificial e antinatural.

bl5-4

Linha de implantação do cabelo: influi consideravelmente nos procedimentos cirúrgicos da face desde a sua avaliação, indicação e técnica de realização para obter um resultado mais natural e harmonioso. Por exemplo, uma linha de implantação capilar muito alta na testa é um sinal importante para se contraindicar um lift frontal. Por outro lado, uma testa curta poderá se beneficiar desta cirurgia no seu resultado final por equilibrar suas relações dimensionais com o rosto e por suavizar a fisionomia, através da tração e redução das rugas de expressão.

bl5-5

A presença de entradas nas têmopras e a costeleta alta merecem atenção especial para a cirurgia plástica estética da face. É do conhecimento de todos que o cabelo emoldura o rosto. E se ele já não cobre satisfatoriamente áreas que deveria se faz necessário resguardar, preservar essa linha de implantação.

Existem variações no desenho das incisões clássicas utilizadas para aplicar nestes casos específicos, seja naqueles com implantação capilar naturalmente muito alta na testa e costeletas, mesmo em pacientes que nunca se submeteram um lifting, bem como naqueles resultantes de cirurgias múltiplas realizadas sem a observância destes detalhes. A falta dos cuidados com este princípio poderá levar à famosa expressão “cara de plástica” e assim revelar que uma pessoa fez a cirurgia mesmo que ela não queira contar para ninguém.

A plástica bem realizada geralmente não chama atenção, mas não passa despercebiba, pois causa uma boa expressão.  Muitas passam disfarçadamente como: “mudei de cabelo”, “fiz regime” ou “estou de bem com a vida”. Poucos são os pacientes que se denunciam por terem feito uma cirurgia plástica facial de fato.

bl5-6

Sobrancelha ou Supercílio é uma pequena porção de pelos acima das órbitas que serve para proteger os olhos da queda do suor. De um modo geral as sobrancelhas tem uma assimetria de altura e forma entre si, maior ou menor, tanto sob o ponto de vista estático como dinâmico.

A técnica de lifting de supercílios conhecida como Castañares, as incisões com ressecção isolada em área temporal e os liftings facial e frontal são métodos utilizados para elevar os supercílios e obter equilíbrio entre as sobrancelhas. A queda das sobrancelhas varia individualmente com a idade, podendo apresentar-se de maneira generalizada ou mais acentuadamente somente no seu 1/3 externo. Avaliar conjuntamente outros sinais como o tamanho da testa, entradas temporais, densidade capilar da sobrancelha e couro cabeludo para a indicação do método mais apropriado ao caso. Entenda-se bem que não existe nenhuma técnica pela qual se possa obter simetria absoluta. O fator constitucional prevalecerá sempre, ou seja, a assimetria natural congênita em decorrência das diferenças de projeção do osso orbital e frontal.

bl5-7

Maçã do Rosto ou Malar; existem pessoas com os malares mais pronunciados que outras. De certa forma as mulheres adoram o malar pronunciado, pois é a região do “blush”, que acentuam com a maquiagem. Um sinal de envelhecimento facial é o apagamento da região malar que se aparenta murcha devida ao deslizamento das estruturas musculares e flacidez da pele, simultaneamente.

A técnica do lifting oferece recursos para a elevação do terço médio da face, onde se situa o malar. A plicatura interna da musculatura facial (SMAS) é um método no qual são colocados pontos de sutura calculados para elevação e sustentação do sistema muscular facial. Não utilizamos próteses malares devido à possibilidade de deslocamento e assimetria. A enxertia de gordura para aumento do malar é outro recurso; mas, é necessário explicar que pode haver absorção natural de parte da gordura ocasionando assimetria e, então, precisar de novas lipoenxertias.

bl5-8

Bigode Chinês ou Sulco nasogeniano: refere-se à linha de expressão que parte do nariz, contorna o canto da boca e pode alongar-se até o queixo. Toda pessoa tem sulco nasogeniano bilateralmente na face; mas apresentam diferenças conforme características individuais e com a idade, tanto na forma como no comprimento e profundidade do sulco. Com o avançar da idade esse sulco torna-se mais vincado, profundo, ou duplicar-se, sendo considerado um dos sinais de envelhecimento facial.  Normalmente apresenta-se assimétrico em relação com o lado oposto. Muitas vezes a acentuação do sulco nasogeniano acompanha-se de queda dos cantos da boca.

O sulconasogeniano é um acidente anatômico natural, resultante da formação embrionária da face e que se torna mais visível pela ação muscular da mímica facial, aliada ao desenvolvimento da flacidez com a idade. Por este motivo é uma estrutura cujo tratamento está sujeito a recidivas e costuma necessitar de procedimentos de manutenção, sejam cirúrgicos ou não cirúrgicos.

Falando-se apenas dos métodos cirúrgicos, o sulco nasogeniano pode ser tratado: através das trações e ressecções do lift facial, ou através da liberação ou descolamento de rafe (aderência profunda) deste sulco; pode-se ainda utilizar enxerto de gordura no sulco. Novamente alertamos para a imprevisibilidade do percentual de absorção natural da gordura enxertada e da necessidade de realizar enxertia seriada.

bl5-9

Bulldog: é um sinal que recebeu este nome pela semelhança criada pela flacidez no contorno mandibular ao daquele animal. É decorrente do deslizamento das estruturas faciais e do coxim gorduroso para baixo (gravidade) fazendo com que a linha do contorno da mandíbula se perca.  Durante a realização da técnica do lift é feita a plicatura do SMAS e a tração dos retalhos segundo vetores preconizados e ressecção do excedente da pele. O aparente rejuvenescimento da face se faz através do lift das regiões facial e cervical