Portal da Cirurgia Plástica - BG Cirurgua Plástica
Avenida Olegário Maciel, 414 / 303 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
21 2493-8206 -- 21 98555-3344

ABDOME 2

interabdo1

INTERCORRÊNCIAS

interabdo2

ABDOME ll

interabdo3

CASOS E SOLUÇÕES

iconebgNa minha cicatriz do abdome tem uma pequena extensão de uns três centímetros do lado esquerdo que está grossa e coça muito. Meu cirurgião já fez aplicação com corticóide, mas não estou vendo melhora. Existe outra forma de tratamento?

pr5 É provável que esteja se desenvolvendo um quelóide nessa área da cicatriz. O quelóide pode surgir em toda a cicatriz ou somente em parte dela e não afetar o restante. Pode aparecer em uma região do corpo e não em outra na mesma pessoa e em diferentes cirurgias. Além da aplicação local de corticosteróide pode-se usar a compressão sobre a cicatriz com placa de silicone adesivo e massagem. A radioterapia superficial na cicatriz pode ser aplicada como método de prevenção; porém só terá efeito se for feita nas primeiras 24 a 48 horas de pós-operatório imediato.

iconebg
O meu umbigo ficou muito baixo depois que fiz uma mini abdominoplastia. Tem como ele subir mais um pouco?

 

pr5Talvez seu cirurgião tenha utilizado uma técnica que faz a transposição do umbigo para uma posição mais baixa, tendo apenas soltado seu pedículo por baixo da pele e sem cortar à sua volta como na abdominoplastia convencional. Essa técnica é indicada quando a paciente tem apenas uma flacidez moderada no abdome e com diástase dos retos associada a umbigo alto. Deste modo o cirurgião consegue acesso para fechar os músculos com a plicatura e para distribuir o excesso de pele ele desce um pouco a implantação natural do umbigo. Não há como subir novamente o umbigo se o seu pedículo foi seccionado.

iconebg
Fiz a cirurgia de abdome, mas ela continua gorda. O que devo fazer agora? Estou parecendo um barril.

 

pr5 Essa aparência que refere é mais comumente vista em pacientes com tipo físico brevilíneo, com estrutura física atarracada, ou com a camada de gordura abaixo da pele do abdome muito espessa. Casos assim necessitarão de uma lipoaspiração complementar futura, para aprimorar a forma e modelar a cintura. Não é recomendável fazer-se a lipoaspiração desse tipo de abdome ao mesmo tempo da abdominoplastia, devido ao risco de necrose, seroma e tromboembolismo.

iconebg
Eu perdi onze quilos depois de um regime orientado por médico e então sobrou muita pele na minha barriga. Tenho 24 anos e antes eu estava acima do peso. Fiz cirurgia plástica no abdome para retirar o excesso de pele e ficou tudo bem. Casei-me e agora estou com três meses de gravidez. Gostaria de saber se vai haver pele suficiente para levar meu “bebê” até o final da gestação?

pr5Apesar de já ter feito uma abdominoplastia é possível levar sua gravidez até o final se tomar certos cuidados. A pele tem grande poder de distensão e acomodação. Procure fazer um bom pré-natal, evitando principalmente ganhar peso além do recomendado. Pode acontecer que nos últimos meses você sinta algum desconforto ao deitar-se e para respirar profundamente; especialmente se seu bebê for grande, devido a maior limitação para a dilatação abdominal provocada pela abdominoplastia. Poderá ocorrer alargamento da cicatriz e surgimento de estrias em maior quantidade.

iconebg
Fiz ao mesmo tempo histerectomia e abdominoplastia. Estou passando por um pós-operatório muito doloroso. A quem devo procurar: o cirurgião geral ou o cirurgião plástico?


pr5
 Aconselhamos que fale com os dois, pois a dor pode ser combatida com medicamentos apropriados, de acordo com a intensidade de suas queixas e avaliação dos seus cirurgiões. A associação de abdominoplastia com cirurgia ginecológica intra-abdominal ou cirurgia geral apresenta com frequência maior desconforto pós-operatório nas pacientes. Isto ocorre porque cirurgias intra-abdominais podem provocar distensão por gases e constipação no pós-operatório, além do maior trauma cirúrgico.

iconebg
Estou me sentindo muito fraca e com o corpo febril após as cirurgias de períneo e plástica de abdome que me submeti há três dias atrás. O que os senhores me aconselham no momento?


pr5

Aconselha-se que fale com os cirurgiões que realizaram sua cirurgia para examiná-la e medicá-la. É importante que eles a examinem para descartar a hipótese de infecção ou de perda sanguínea. A associação de perineoplastia com abdominoplastia deve sempre ser estudada com cautela antes de sua realização para ver se vale a pena. O períneo é uma região potencialmente contaminada e sua proximidade à cicatriz da abdominoplastia pode causar contaminações inadvertidas, mesmo com todos os cuidados.

iconebg

Fiz plástica de mama e abdome ao mesmo tempo, mas estou me sentindo fraca, tonta e com o corpo frio. O problema é com a cirurgia da mama ou é o abdome?

 

pr5 Você precisa de uma avaliação clínica pelo seu cirurgião. Provavelmente pode ter havido uma perda não calculada de sangue durante ou após suas cirurgias e que agora se expressa pelos sintomas referidos. Cirurgias associadas de maior porte, tal como nos casos em que a paciente apresenta mamas e abdome muito grandes aconselha-se avaliação e preparo cuidadoso e programação de autohemotransfusão, para prevenir e restaurar perdas sanguíneas maiores. Outra escolha de segurança é fazer-se as cirurgias separadamente. A autotransfusão com sangue da própria paciente é realizada pelo médico hematologista que colhe uma quantidade de sangue da própria paciente e o transfunde para ela mesma ao término da cirurgia. Deste modo, reduz-se o risco de anemia e melhora-se a recuperação pós-operatória.

iconebg
Faz 10 dias que fiz uma plástica de abdome. Vinha saindo uma secreção rosa clarinha pela cicatriz. Então eu mesma fazia os curativos e colocava um absorvente íntimo por cima para absorver, porque sou alérgica ao micropore e ao crepom. Agora está saindo uma secreção amarronzada e, às vezes avermelhada com cheiro ruim. Será infecção ou o quê?

pr5

Pela sua história tudo deve ter começado com um pequeno seroma (acúmulo de líquido seroso) próximo à cicatriz, mas que provavelmente sofreu contaminação externa pelo tipo de curativo que você vinha realizando sem a assepsia adequada. O tipo de secreção que está saindo agora sugere infecção e deve logo ser investigada e tratada corretamente com antibiótico e curativo com assepsia, segundo indicação e acompanhamento do seu cirurgião.

iconebg
Tenho 43 anos, sou mãe de 3 filhos que já estão grandes, já liguei as trompas e estou me sentindo “quadrada”, “barriguda”, com pele sobrando e que cobre a minha “genitália”. Minha dúvida é que eu não entendo porque o “corte” da cirurgia de abdome precisa ser tão grande. Tem outra forma de cirurgia plástica?
pr5É verdade que a cicatriz de abdominoplastia é longa, como também é verdade que ela só é assim por ser tecnicamente necessária. Especialmente nos casos onde exista maior flacidez de pele não há como fugir dela. Existe uma técnica de abdominoplastia com incisão reduzida; contudo, só pode ser aplicada aos casos onde a flacidez de pele for muito pequena e o problema maior seja somente a diástase muscular e ainda apresente umbigo alto. Abdome em avental, gorduroso e com grande distensão muscular pós-gravidezes múltiplas se beneficiam muito, esteticamente falando, com a cirurgia de abdome convencional. Os cirurgiões plásticos estão sempre atentos ao fato de colocar as cicatrizes de abdome em posição menos perceptível; por vezes aproveitando a cicatriz de cesariana existente que será aumentada para as laterais.

iconebg
Depois da minha cirurgia de barriga notei que estou urinando para cima e a minha cicatriz está repuxada para cima, muito alta. Não consigo nem me esticar normalmente. Tem como consertar?

pr5Essa é uma complicação pouco frequente e decorre geralmente de uma indicação talvez forçada da cirurgia, com tração exagerada do abdome devido à falta de pele e pouca flacidez. Às vezes há meios para corrigir; porém com certas limitações de resultado. Nem sempre é possível abaixar a cicatriz sem usar um expansor de pele, principalmente porque não se poderá retirar mais pele abaixo da cicatriz para não tracionar o púbis ainda mais para cima. O fato de urinar para cima se deve à tração excessiva do púbis para cima decorrente da falta de pele; sua correção necessita da liberação de pele no púbis para que o orifício da uretra desça para a posição normal e isto pode ser conseguido com técnica de zetaplastia.

iconebg
Faz três anos que me submeti à reconstrução da mama esquerda após um câncer. A cirurgia foi feita utilizando a pele, gordura e músculo do abdome. Acontece que engordei 8 kg e estou observando um abaulamento logo abaixo do umbigo. Pergunto se eu perder peso isso desaparece ou está acontecendo alguma coisa? A gente que teve câncer pensa logo em problema. Tem algum exame para tentar descobrir o que está havendo?

pr5O tipo de reconstrução de mama que você fez utiliza a pele e gordura que normalmente são retirados em uma abdominoplastia; mas, para que isto ocorra, esse chamado retalho leva consigo parte do músculo reto do abdome, a fim de manter a nutrição sanguínea desses tecidos. Como parte do músculo é transferido para cima, para formar a nova mama, a região inferior do abdome pode ficar com a parede enfraquecida e muitas vezes o cirurgião precisa colocar uma tela para reforço e proteção. Bem, como você disse que engordou 8 kg é provável que esse aumento esteja forçando a parede abdominal e pode fazer uma hérnia. É necessária uma visita ao seu cirurgião para que a examine e solicite exames como a tomografia da parede abdominal para investigar sua queixa. Comece a emagrecer, pois isto pode lhe auxiliar na solução do seu problema, apesar de não ser a única causa.

iconebg
Sou homem e por causa da minha barriga gorda, fiz há 5 anos atrás uma ressecção de fuso de pele próximo ao púbis. Não foi uma cirurgia clássica de abdome completo. Acontece que num exame recente de tomografia abdominal foi descoberto uma loja com líquido encapsulado na parede abdominal, no local onde fiz a cirurgia. Como posso resolver isto?

pr5 De acordo com o resultado desse exame e correlacionando-o à sua história de ressecção de fuso de pele em um abdome gordo, essa loja sugere um seroma encapsulado pós-cirúrgico. O seroma é uma coleção de líquido seroso que pode se formar em áreas de descolamento tecidual, como na abdominoplastia. O seroma surge com maior frequência em pacientes obesos. As células de gordura sofrem com o trauma da operação e se liquefazem formando o líquido que se acumula na área de descolamento cirúrgico embaixo da pele. Caso não seja percebido ou diagnosticado e drenado precocemente a tendência será a formação de uma cápsula pelo organismo, a fim de isolá-lo. Agora que o descobriu deverá ser corrigido através de nova cirurgia para retirada da cápsula e drenagem do mesmo.

iconebg
Sou mulher, tenho 37 anos de idade e há duas semanas a minha tão sonhada cirurgia de barriga. No momento estou sentindo muita dor na barriga; nem se pode tocar. A dor aumenta depois que eu aperto e principalmente quando solto a barriga e está se localizando mais à direita, logo abaixo do umbigo. Já coloquei compressa morna, mas não passa. A minha barriga parece normal. Não está avermelhada e não tem nenhuma secreção saindo; mas estou sentindo meu corpo bastante febril. Por favor, me dê uma orientação urgente?

pr5Você deve falar com o seu cirurgião imediatamente e precisa ser avaliada também procurar um cirurgião geral.  Fazer exames laboratoriais e uma ultrassonografia abdominal. Sua história sugere um quadro infeccioso sugestivo de abdome agudo. Não se pode descartar a hipótese de uma apendicite aguda acontecendo em concomitância ao seu pós-operatório de abdominoplastia. Isto é uma coisa séria que não pode ser considerada somente como relativa à cirurgia de abdome.

iconebg

Fiz a minha abdominoplastia há 2 meses e estou com cálculos na vesícula, segundo um exame de imagens que fiz recentemente. O que o senhores me aconselham, pois tenho medo de ter uma crise.

pr5Primeiro deve haver um acompanhamento especializado com um cirurgião geral para avaliação da probabilidade de crise. Se o cirurgião geral achar que deve retirar a vesícula, a cirurgia poderá ser realizada por videolaparoscopia.

iconebg

Sou homem, tenho 44 anos e há um ano fiz uma abdominoplastia depois de uma grande perda de peso que consegui sozinho, apenas com regime e exercício físicos. Acho que estou com uma hérnia inguinal no lado direito. É possível corrigir esta hérnia pela cicatriz de abdome ou terá que ser feito outro corte no lugar que está essa hérnia?

pr5
Pode ser utilizada parte da mesma cicatriz que foi empregada para a abdominoplastia. Mas, a decisão final será do cirurgião geral, de acordo com a avaliação que fará da sua hérnia.

iconebg
Já se passaram quatro meses da minha abdominoplastia. Mas, acho que não foi tirado tudo o que devia de pele, pois sinto a minha barriga ainda flácida. Acho o meu umbigo alto e com pele em volta, principalmente na parte de cima. Pergunto se poderei fazer outra cirurgia.

pr5Partindo-se do princípio de que ainda há flacidez de pele em demasia na parte superior do abdome sobre o umbigo, uma cirurgia secundária do abdome para correção só poderia ser realizada com segurança após um ano ou mais. Isto porque houve um grande descolamento de pele e do tecido gorduroso na região e trauma vascular. Haveria que esperar o restabelecimento adequado dos tecidos. Contudo, sua queixa pode ser apenas uma impressão temporária causada pela presença de edema (inchaço), sendo aconselhável esperar um pouco mais e não tomar decisões precipitadas.