Portal da Cirurgia Plástica - BG Cirurgua Plástica
Avenida Olegário Maciel, 414 / 303 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
21 2493-8206 -- 21 98555-3344

LIPOESCULTURA

CONTORNO CORPORAL
le1

LIPOESCULTURA

le2

SAIBA MAIS E ENTENDA

1. O tecido adiposo é formado por adipócito que acumulam lipídios (gorduras) em seu interior, no citoplasma. A gordura armazenada nessas células servirá como fonte de energia para o organismo e como isolante térmico e isolante mecânico; neste último caso absorve os impactos, impedindo que estes cheguem aos órgãos e os prejudiquem. A gordura é importante na absorção das vitaminas ADEK.

2.Fatores constitucionais, desequilíbrio metabólico natural ou adquirido, obesidade, sedentarismo e certas patologias poderão resultar em excesso de tecido adiposo.

le3

3. Independentemente dos biótipos a gordura de depósito se localiza de maneira diferente entre os sexos.

le5

4.Também, ela independe da forma do corpo. A gordura em excesso se deposita obedecendo aos critérios individuais dos gêneros.

le6

5. A distribuição da gordura se faz abaixo da pele, na hipoderme, ou parietal (entre as vísceras e órgãos), também chamada de gordura visceral. Em geral a diminuição do sobrepeso reduz o excesso de gordura corporal e é feito através de acompanhamento médico multidisciplinar.

le7

6. A bioimpedância é um importante exame para avaliar o percentual de gordura acumulada bem como o cálculo do IMC (índice de massa corporal).

A avaliação por bioimpedância é mais abrangente para massa magra ou músculos e água. Outro importante método de avaliação gordurosa é a medida circunferencial do abdome.

le8

7. ENXERTIA DE GORDURA é um procedimento cirúrgico usado para correção de depressões por falta de gordura, sulcos e outras alterações específicas por falta de gordura. Começa com a obtenção de gordura em uma região chamada de área doadora da gordura do próprio paciente através de lipoaspiração, para depois utilizá-la como enxerto em outra região receptora onde existe a depressão ou falta de gordura. Na maior parte dos casos a gordura é retirada pelo método de microlipoaspiração, mas pode ser obtida através da lipoaspiração convencional quando da associação de procedimentos ou se precisar de maior volume de gordura para a área receptora.  A quantidade de gordura a ser infiltrada como enxerto de uma só vez tem suas limitações, conforme a área receptora e nutrição vascular, que influenciam ou limitam a pega do enxerto e consequentemente na absorção maior ou menor do volume. O cirurgião decidirá pela melhor técnica e pela região que servirá de doadora.

le9

8. LIPOASPIRAÇÃO: é o procedimento cirúrgico empregado com a finalidade de melhorar e remodelar o contorno corporal através da remoção de gordura depositada em diversas regiões do corpo. É feito com cânulas especiais conectadas a um aparelho que as aspira sob pressão negativa. Sua principal indicação é para a aspiração de gordura localizada resistente aos exercícios físicos e dietas, mas não deve ser usado como técnica de emagrecimento. Pode ser associado no tratamento cirúrgico de ginecomastia, pseudoginecomastia e grandes lipomas, por exemplos. A lipoaspiração é aplicada apenas à gordura parietal (a que fica na hipoderme, ou seja, abaixo da pele); não resolve aquela gordura que fica dentro do abdome chamada de gordura visceral (barriga de chope, por exemplo).

le10

9. LIPOESCULTURA: é uma técnica onde se faz a associação da lipoaspiração (retirada da gordura) com a enxertia de gordura (recolocação de gordura), aplicada a diferentes regiões do corpo; no mesmo paciente.

BATE PRONTO

cr9

Anestesia: geral, raque ou peridural, de acordo com extensão do procedimento e quantidade de áreas operadas.

Internação hospitalar: 24 a 48 horas.

Uso de Modelador ou cinta: deverá ser usada por um mês, inclusive durante a noite, pois ajudará na cicatrização por manter a pele firme, prevenindo o inchaço e dando conforto ao paciente. Previne complicações e maus resultados.

Dieta: alimentação livre, mas o fato da realização da lipoescultura não é sinônimo de que o paciente não vai mais engordar; se comer demais haverá ganho de peso e gordura localizada. Da mesma forma a lipoaspiração não é um tratamento emagrecedor.

Atenção: Podem surgir manchas arroxeadas na pele (equimoses) em graus variados, de acordo com a extensão do procedimento e características individuais. A evolução natural das equimoses ocorre com a mudança da coloração de roxa para amarelo-esverdeada até desaparecer por completo. Este processo leva em torno de 15 a 30 dias e varia de paciente a paciente.

Drenagem linfática: auxilia na involução do inchaço e no desaparecimento de eventuais irregularidades na pele e das equimoses (manchas roxas). Deve ser feita por profissional competente depois do sétimo dia da operação.

Cigarros/Bebida alcoólica: devem ser evitados, pois prejudicam a cicatrização, a recuperação e alteram o efeito da medicação.

Eventos Indesejáveis ou Complicações: hematomas, seroma, irregularidades, fenômenos tromboembólicos como as tromboses venosas profundas e embolia pulmonar. Complicação mais rara é a perfuração da cavidade peritoneal. Um aumento leve de temperatura corporal pode ser observado nos primeiros três dias de pós-operatório sem caracterizar uma complicação de fato; mas deve ser informado para ser acompanhado caso ocorra.