Portal da Cirurgia Plástica - BG Cirurgua Plástica
Avenida Olegário Maciel, 414 / 303 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
21 2493-8206 -- 21 98555-3344

OTOPLASTIA COLOBOMA

ORELHA

coloboma1

Coloboma Auris Congênito

coloboma2

O coloboma auris, fístula pré-auricular ou sinus pré-auricular resulta de um defeito no período da embriogênese. É caracterizado por um diminuto orifício ou nódulo pré-auricular, habitualmente de formato oval e apresentando 1 a 2 mm no seu maior diâmetro. Em geral se localiza na margem anterior do ramo ascendente da região exterior do pavilhão auricular e pode ser uni ou bilateral. Através de seu orifício, que aparece como um buraquinho pode drenar secreção, se infectar e causar dor.

As manifestações clínicas em geral são discretas, exceto se ocorre infecção com consequente surgimento de sinais inflamatórios como rubor (hiperemia), calor local e inchaço pelo acúmulo de secreção, podendo em certos casos causar febre e dar saída a secreção esbranquiçada ou purulenta, de odor desagradável.

O tratamento definitivo é a cirurgia para retirada do coloboma, que precisa ser removido por completo; pois há risco de recidiva. A fístula do coloboma pode penetrar profundamente nos tecidos e ser tortuosa muitas vezes; por este motivo injeta-se um corante de azul de metileno pelo orifício externo para identificar o trajeto e da fístula e assim fazer a sua retirada mais segura e completa.

 

BATE PRONTO

cr9

Anestesia: Local ou local e Sedação.

Internação: Ambulatorial ou Day-Hospital.

Limitações: exercícios físicos, exposição ao sol, natação, capacete de moto por um período de 30 dias.

Importante: respeite o repouso e obedeça as orientações médicas para o sucesso da sua cirurgia.

Intercorrências/Complicações: hemorragia, hematoma, seroma, descência de sutura, infecção, encoche, necrose, alargamento de cicatriz.

Cigarro/Bebida alcoólica: devem ser evitados, pois comprometem a cicatrização, a recuperação e alteram o efeito da medicação.