Portal da Cirurgia Plástica - BG Cirurgua Plástica
Avenida Olegário Maciel, 414 / 303 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
21 2493-8206 -- 21 98555-3344

OTOPLASTIA – REDUÇÃO LÓBULO AURICULAR

ORELHA

coloboma1

REDUÇÃO LÓBULO AURICULAR

reducao1

A hipertrofia ou aumento dos lóbulos pode ser de caráter genético familiar ou adquirido em decorrência da progressão da idade, especialmente em idosos. Muitos pacientes não gostam deste aspecto estético e procuram a cirurgia plástica para a sua diminuição, queixa muito comum e solicitada por candidatos à cirurgia de rejuvenescimento facial.

reducao2

O lóbulo da orelha pode ser aderente ou solto da face. Essa característica está relacionada com fatores genéticos (existe um gen específico para cada forma de apresentação e o gen para o lóbulo solto seria o dominante), sendo hereditário (tamanho, forma, hipertrofia lobular e apresentação, por exemplo).

reducao3

Paradoxalmente existem pessoas atualmente utilizando adornos para alargar o lóbulo e a orelha; são os alargadores, piercings e os eternos brincos, além de tatuagens que por vezes causam arrependimento ou danos que necessitam de reparação cirúrgica.

reducao4

Inflamação pura e simples causada por agentes internos ou externos como o uso de múltiplos adereços ou adornos como os brincos e alargadores é uma situação diferente e não caracteriza hipertrofia. Mas, há uma situação de natureza “aparentemente inflamatória” que se denomina linfocitoma (lesão única em forma de nódulo ou placa de cor roxa, café e púrpura e entre outras sua localização pode se encontrada no lóbulo auricular). (imagens “atlas dermatologia borrelia e dermis.net”).

 

REDUÇÃO LÓBULO

  • Desenha-se com azul de metileno o calculo para a redução desejada do lóbulo em comum acordo com o paciente.
  • Algumas vezes há a necessidade de se estender a ressecção como complementação da parte inferior ao rebordo externo da orelha, para melhor compor a unidade lobular com a própria orelha.
  • Infiltração anestésica local em uma concentração de adrenalina 1:200. 000 ui e xilocaína 1%.
  • Incisão com bisturi, exérese de tecido cutâneo lobular excedente obedecendo ao contorno circular do lóbulo.
  • Hemostasia delicada.
  • Acabamento com tesoura nas margens anterior e posterior.
  • Sutura com MN 6-0 aproximando as bordas.
  • Curativo simples com micropore.

reducao5

 

BATE PRONTO

cr9

Anestesia: Local, local com sedação.

Internação: Ambulatorial.

Limitações: exercícios físicos, exposição ao sol, natação, uso de capacete de moto por um período de 3 a 4 dias.

Importante: respeite o repouso e obedeça as orientações médicas para o sucesso da sua cirurgia.

Intercorrências/Complicações: sangramento, deiscência de sutura, infecção, retração, necrose, cicatriz inestética.

Advertência: cigarros e bebidas alcoólicas devem ser evitados, pois comprometem a cicatrização, a recuperação e alteram o efeito da medicação.

Atenção: o uso de brincos deve ser evitado 4 a 6 meses.