Portal da Cirurgia Plástica - BG Cirurgua Plástica
Avenida Olegário Maciel, 414 / 303 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
21 2493-8206 -- 21 98555-3344

SOS HIPERTENSÃO

gravura1

foto1

hipertensao
I- 36 anos, cirurgia de face, no dia da cirurgia apresentou quadro de hipertensão arterial durante a visita médica pré-operatória.

II – 40 anos hipertensa, sob controle médico com medicamento, pós-operatório imediato de face agitou, plantão acionou a equipe médica, verificado aumento de pressão arterial e hematoma.
III – ♂ 50 anos, cirurgia de face, normotenso e no pós-imediato hipertensão, plantão acionou a equipe, constado pico de hipertensão arterial e hematoma.

♥ A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença caracterizada pela elevação dos níveis tensionais no sangue. A hipertensão pode acontecer quando as artérias sofrem algum tipo de resistência, perdendo a capacidade de contrair e dilatar, ou então quando o volume se torna muito alto, exigindo uma velocidade maior para circular.

BG CONCLUSÃO

I – 36 anos, a cirurgia foi suspensa temporariamente, pois as medidas tomadas na internação para diminuir a pressão não obtiveram êxito; levando em consideração que o aumento da pressão poderia estar relacionado ao stress da cirurgia. Desta forma, a equipe resolveu encaminhar a paciente para avaliação e tratamento com um cardiologista, apesar desta ter feito antes todos os exames e risco cirúrgico normal. Depois de um mês a cirurgia foi realizada com uma paciente bem conduzida clinicamente. A cirurgia transcorreu dentro da normalidade, sob ponto de vista clínico, cirúrgico (hemorragia controlada, sem hematoma) e anestesiológico

II – 40 anos, hipertensa crônica, com medicamento em curso e devido às várias respostas do trauma cirúrgico fez elevação de pressão com hematoma. Paciente foi levada à sala de cirurgia, feito revisão da hemostasia, controlando sangramento por ligadura de vaso sangrante, medicamento anti hipertensivo, drenagem do hematoma e curativo. A paciente permaneceu no hospital por 48 horas, teve alta sob controle e não apresentou novos picos de hipertensão no pós-operatório nem hematoma.

III – ♂ 50 anos tem em comum o aumento da pressão arterial no pós-imediato e a intercorrência de hematoma. Os pacientes do sexo masculino em geral são mais propensos a sangramento em cirurgias de face; também são mais agitados que as mulheres e nem sempre seguem as orientações médicas. O curativo tipo capacete que é feito pra proteger a cirurgia e dá conforto ao paciente se torna inconveniente para os homens que não gostam de nada na cabeça. Além do mais, dormir de barriga para cima não é uma boa opção para muita gente. Outro fator é a dificuldade de urinar em posição deitado no leito que aumenta a ansiedade e agitação. Estes fatores colaboram para o aumento da pressão arterial e para a consequente formação de hematoma. Paciente do sexo masculino plantão dobrado.